Apresentação

“Compreender o mal não o cura, mas, sem dúvida alguma, ajuda. Afinal, é muito mais fácil lidar com uma dificuldade compreensível que com uma escuridão incompreensível.” – Carl Jung.

Olá.
Seja bem vindo(a).
Espero que goste.
Luz, Paz e Alegria sempre.

Elizabeth.

sábado, 14 de janeiro de 2012

Invocação para auxiliar as vítimas da tragédia da região serrana



“Em nome do Pai Celestial e da Mãe Divina.
Faça-se a Luz!
Invoco hoje, aqui e agora, a presença dos Anjos da Luz de todos os raios e hierarquias divinas.
Que A Luz ilumine os corações e mentes dos habitantes das cidades da região serrana atingidas pelo evento de 11 e 12 de janeiro de 2011, e daqueles que lá estavam há um ano.
Que A Luz ilumine os espíritos desencarnados, que ainda não encontraram o seu caminho e os conduza à sua morada divina, em paz.
Que a Luz purifique e transforme as memórias de angústia, dor e sofrimento que envolvem os locais atingidos.
Peço a libertação das pessoas que passaram por situações de desespero, medo e insegurança.
Peço a liberação dessas memórias, para que com fé amor e esperança construam confiantes um presente e um futuro melhor.
Reverencio os que partiram e os que ficaram.
Que eles possam se perdoar pelo que não puderam fazer e se libertem dos grilhões da culpa, do medo, do desespero, da insegurança e do desamor.
Que entendam que sua força vêm da certeza de que podem construir um mundo melhor.
Que neste momento se empoderem da força divina que existe dentro de todos nós, pois enquanto criaturas, filhas e filhos do Criador, possuímos a benção de criar nossa realidade.
Que possam reivindicar aqui e agora os dons divinos de suas Almas, necessários à superação dos desequilíbrios e memórias que lhes causam dor e infelicidade.
Que se libertem e com liberdade caminhem para o futuro.
Que agradeçam e abençoem as dádivas recebidas, e possam aceitar se colocar à disposição do Universo como agentes neste processo de transformação planetária.
Que suas Almas recordem sua missão original e não caiam nas malhas da ilusão.
Que a Verdade Suprema prevaleça.
Que a Luz Divina perpetue dentro de todos.
Que a Esperança nos fortaleça.
Que o Amor permeie todas as nossas ações.
Eu e o Outro somos Um, a consciência da Unidade é a nossa maior força.
Que a nossa força seja a sua Meu Senhor e Minha Senhora, neste momento de transição e transformação!
Está concluído!”

quinta-feira, 12 de janeiro de 2012

Um ano de espera...Só de sacanagem!


Imagem do sítio do beija-flor. Vejam depois da casa principal o salão de cursos, ao redor os canis, o galinheiro, o dormitório de alunos, jardins e pomar.


Após 12 de janeiro de 2011, só restou a casa principal.


Hoje fez um ano e nada foi feito. O que esperar, o que fazer frente a tanto descaso, tanta corrupção?

Então, faço minhas as palavras da poetisa, atriz, cantora e escritora Elisa Lucinda.


"SÓ DE SACANAGEM

Meu coração está aos pulos!

Quantas vezes minha esperança será posta à prova?

Por quantas provas terá ela que passar? Tudo isso que está aí no ar, malas, cuecas que voam entupidas de dinheiro, do meu, do nosso dinheiro que reservamos duramente para educar os meninos mais pobres que nós, para cuidar gratuitamente da saúde deles e dos seus pais, esse dinheiro viaja na bagagem da impunidade e eu não posso mais.

Quantas vezes, meu amigo, meu rapaz, minha confiança vai ser posta à prova?

Quantas vezes minha esperança vai esperar no cais?

É certo que tempos difíceis existem para aperfeiçoar o aprendiz, mas não é certo que a mentira dos maus brasileiros venha quebrar no nosso nariz.

Meu coração está no escuro, a luz é simples, regada ao conselho simples de meu pai, minha mãe, minha avó e os justos que os precederam: "Não roubarás", "Devolva o lápis do coleguinha", "Esse apontador não é seu, minha filha". Ao invés disso, tanta coisa nojenta e torpe tenho tido que escutar.

Até habeas corpus preventivo, coisa da qual nunca tinha visto falar e sobre a qual minha pobre lógica ainda insiste: esse é o tipo de benefício que só ao culpado interessará. Pois bem, se mexeram comigo, com a velha e fiel fé do meu povo sofrido, então agora eu vou sacanear: mais honesta ainda vou ficar.

Só de sacanagem! Dirão: "Deixa de ser boba, desde Cabral que aqui todo mundo rouba" e vou dizer: "Não importa, será esse o meu carnaval, vou confiar mais e outra vez. Eu, meu irmão, meu filho e meus amigos, vamos pagar limpo a quem a gente deve e receber limpo do nosso freguês. Com o tempo a gente consegue ser livre, ético e o escambau."

Dirão: "É inútil, todo o mundo aqui é corrupto, desde o primeiro homem que veio de Portugal". Eu direi: Não admito, minha esperança é imortal. Eu repito, ouviram? Imortal! Sei que não dá para mudar o começo mas, se a gente quiser, vai dar para mudar o final!"

sexta-feira, 6 de janeiro de 2012

Sobre a Mediunidade II

A mediunidade é um aprendizado e uma oportunidade de evolução. 
Exercício da humildade, do desapego, da fé, do amor e...
Sentir, perceber, antever situações e entender que muitas vezes a opção ou decisão é do outro e o nosso papel é de orientador, espelho ou co-participante.
Em muitos momentos sentimos que essa opção vai fazer nosso familiar, nosso amigo sofrer, mas não podemos desrespeitar sua decisão. 
No máximo nos colocamos disponíveis para apoiá-lo e pedimos o auxílio dos irmãos espirituais.
O importante é não nos omitirmos e fazermos a nossa parte, mesmo que muitas vezes sejamos mal interpretados.
É muito difícil, mas um eficaz exercício para a superação da onipotência, arrogância e vaidade.
A vida é feita de escolhas e por mais que doa, as vezes só se aprende errando.
Estamos todos na vida onde devemos estar, vivendo as experiências importantes para nossas Almas.
Elizabeth.