Apresentação

“Compreender o mal não o cura, mas, sem dúvida alguma, ajuda. Afinal, é muito mais fácil lidar com uma dificuldade compreensível que com uma escuridão incompreensível.” – Carl Jung.

Olá.
Seja bem vindo(a).
Espero que goste.
Luz, Paz e Alegria sempre.

Elizabeth.

terça-feira, 20 de novembro de 2012

Sobre o Candomblé



 
Amigas e amigos:

Muitas pessoas têm vergonha de dizer que seguem o candomblé, que são do nosso povo.


Os ataques que a religião sofre, principalmente de algumas igrejas evangélicas, os fazem se esconder.


Pena...

A liberdade religiosa é uma conquista, que deve ser preservada de qualquer forma de preconceito e/ou manipulação política.


Candomblé não é brincadeira é seriedade.


São milhares de anos de tradição, sabedoria, força e Axé.


Suas raízes são da África, os Orixás do Mundo.


Quem verdadeiramente é de Candomblé não provoca briga, se defende na paz e no direito.


Nossa religião é alegria, dança, cânticos, respeito, reverência e responsabilidade.


Tudo para nós é sagrado, a Vida, a Natureza, os Ancestrais, a família, o Universo, todos os seres da criação.


Os zeladores e zeladoras de Santo que preservam a tradição não poluem o ambiente e estão sempre preocupados com a conservação dos recursos naturais.


Os Orixás nos pedem rios e praias sem poluição, cuidados com as plantas e respeito a todos os seres da criação.


Candomblé não tem cor, é religião sem preconceito que acolhe a todos sem julgamento.


Mas nem tudo o que se fala e o que se vê é o verdadeiro Candomblé.


É preciso ter a humildade de buscar o entendimento verdadeiro antes de falar a respeito.


Compartilho a entrevista abaixo com respeito e reverência.


"Orí eni ní um 'ni j´oba". 


A cabeça de uma pessoa faz dela um rei. Depende de seu desenvolvimento mental, da sua energia e do seu caráter assumir seu reinado.

Mãe Stella de Oxóssi, Ialorixá do Ilê Axé Opô Afonjá.


 

Nenhum comentário:

Postar um comentário