Apresentação

“Compreender o mal não o cura, mas, sem dúvida alguma, ajuda. Afinal, é muito mais fácil lidar com uma dificuldade compreensível que com uma escuridão incompreensível.” – Carl Jung.

Olá.
Seja bem vindo(a).
Espero que goste.
Luz, Paz e Alegria sempre.

Elizabeth.

segunda-feira, 2 de novembro de 2015

Sobre o dia de Finados.


"Morrer é só não ser visto". Fernando Pessoa.

Hoje é um dia que mexe com as emoções. 

Sentimentos como saudade, tristeza, revolta, amor, melancolia, perda afloram... 

É importante lembrar que nossos entes queridos que estão nos planos espirituais, se encontram em dimensões paralelas, mais próximos do que possamos imaginar. Quando estamos em paz, eles também o estão. 


Por isso invocar suas presenças, lamentar, cultivar tristeza gera angústia em seus espíritos
. 

Devemos orar pela nossa tranquilidade e aceitação e pedir aos Anjos da Luz, Santos e Mentores que zelem por eles e por sua evolução espiritual. 

Agradecer pelo tempo que estivemos juntos, abençoar o aprendizado e o amor compartilhado se tornam gotas de luz, recebidas por eles. 



A libertação das culpas, das mágoas é importante, pois o passado não pode ser modificado, mas os sentimentos em relação a ele sim. 

Enviar vibrações de perdão aos desafetos que já partiram, é se libertar de grilhões, de algemas que nos impedem de seguir adiante. 

Lembrem-se, Emmanuel disse: “O sentimento inspira, o pensamento plasma, a palavra orienta, o ato realiza. O pensamento é força viva e atuante, cuja velocidade supera a da luz”.

Quem não se sente a vontade de ir a cemitérios ou igrejas pode mentalizar flores e visualizar-se entregando aos seus familiares que já fizeram a passagem. 

É um presente de amor e será muito bem recebido. 

Compartilho com vocês meu presente, as flores da Angélica que nos trazem a consciência da presença e da proteção dos anjos, leve e generosa, cuidando e nos acolhendo com suavidade e também cuidando daqueles que amamos, e a oração aos antepassados, da Seicho No Ie.

“A vocês, pioneiros queridos, que desbravaram parte do caminho por onde hoje trilho mais facilmente, a minha Gratidão! 
Agradeço por cada ajuda, por cada vez que seguraram minhas mãos para que eu não tropeçasse nas pedras encontradas pelo caminho, por cada vez que me ampararam para que eu não caísse nem desanimasse e não esmorecesse jamais, sem perder o rumo certo, a Fé, a Coragem e a Esperança. Agradeço do fundo do meu coração por estarem junto a mim, me protegendo e me amparando, com zelo e cuidado. 
Agradeço por seguirem comigo, mesmo que em outra dimensão, que eu não possa alcançar ou ver. Gratidão vovô, vovó, bisavô, bisavó, tio-avô, tia-avó, e todos aqueles que eu não tive o prazer de conhecer. 
Gratidão meus tios, tias, primos e primas, que também já se foram. 
E a vocês, meu pai Ezequiel, minha mãe Alcenite e meu marido Antonio José minha gratidão especial. Agradeço também aos meus amigos e amigas, meus parentes espirituais. 
A todos, do fundo do meu coração, eterna gratidão".