Apresentação

“Compreender o mal não o cura, mas, sem dúvida alguma, ajuda. Afinal, é muito mais fácil lidar com uma dificuldade compreensível que com uma escuridão incompreensível.” – Carl Jung.

Olá.
Seja bem vindo(a).
Espero que goste.
Luz, Paz e Alegria sempre.

Elizabeth.

terça-feira, 4 de julho de 2017

ESTOU DIRIGINDO A MINHA VIDA

Uma Senda encontramos  Christian Morgenstern

"Quem da meta nada sabe não poderá ter caminho;
estará por toda a vida trotando em redemoinho;
e voltando, enfim, ao ponto de onde havia partido,
a mente da multidão só terá mais confundido.
Quem nada conhece da meta pode ainda aprender,
se com todo o seu fervor a Verdade pretender;
se ainda não submergiu nas águas da vaidade, 
e se não se embriagou do tolo vinho da idade;
Então, pelas coisas secretas haverá, pois, de indagar,
e na conquista da LUZ deverá se aventurar.
“Quem não sabe procurar como faz um pretendente, 
sob o fascínio estará dos sete véus para sempre”.
 Essência floral – ORIGANUM


Nome cientifico – Origanum majorana.
Nome popular – manjerona, amáraco, flor do Himeneu.
Família botânica – labiadas (atuam facilitando a integração da personalidade).
Signatura – originária do nordeste africano, Oriente médio e Índia é uma planta aromática usada como condimento; apresenta-se em touceira com ramos finos verticais, folhas macias e pequenas. Seu uso durante e após a ingestão de carne fortalece o Ego, enfraquecido por seu consumo.
Cor – flores brancas, levemente rosadas ou violáceas.
Uso fitoterápico – estomáquica, anti-espasmódica, vulneraria, tônica e estimulante. Induz o parto e a menstruação. Seu óleo é usado como repositor hormonal em conjunto com os óleos de gerânio e sálvia esclaréia, na menopausa. O banho feito com as folhas é usado no tratamento das doenças reumáticas e osteo-articulares. Como cataplasma é usada no tratamento de contusões, queimaduras, feridas e tumores. Nos conventos seu chá era consumido todos os dias para controlar o desejo sexual pois era considerada um bom anafrodisíaco masculino. Outros pesquisadores relatam suas propriedades afrodisíacas. Cremos ser na realidade uma planta equilibradora da sexualidade. O vinagre feito com a erva é um excelente estimulante.
Uso ritualístico – planta consagrada ao orixá Xangô, usada em banhos de purificação, defumadores para atrair a boa sorte e proteção para a casa. Na mitologia grega a manjerona era uma das ervas favoritas de Afrodite (deusa do amor) e simbolizava a felicidade. Diz uma lenda que o príncipe Amáraco, filho do rei de Chipre, era perfumista. Ao criar uma fragrância rara e especial ficou tão maravilhado que distraiu-se e quebrou o vaso que continha este perfume. Diante da perda deixou-se abater pela tristeza e definhou até morrer. Comovidos, os deuses transformaram seu corpo numa planta aromática que se chamou amáraco, mais tarde conhecida também como manjerona.
Chacras – primeiro, segundo, terceiro e sétimo.
Elemento – terra/Yin.
Estados emocionais – frustração, canalização inadequada dos impulsos e energias, sensação de estar perdido na vida, tédio, dúvidas, insatisfações, vícios; vocação indefinida.
Manifestações físicas – problemas digestivos, alterações no equilíbrio, compulsões, distúrbios ou disfunções sexuais.
Harmonização - iluminação, realização, autodeterminação, vocação, propósito, destino, meta, centramento, clareza, satisfação.
Florais correlatos e/ou similares – Wild Oat (Bach).
Ação nos animais – desenvolve e estimula o faro dos cachorros; equilibra os hormônios.
Afirmação - “ESTOU DIRIGINDO A MINHA VIDA”.
O poema “Uma senda encontramos” reflete com precisão o desequilíbrio da personalidade no estado de Origanum: perda da conexão com o propósito da Alma, sem saber o que quer, tampouco o rumo que deve seguir. Esta desorganização interna pode levar aos vícios, à procrastinação, à indevida canalização e expressão da sexualidade. É uma essência importante nos momentos de decisão, na escolha de profissões, na reorganização dos impulsos internos. Ela nos coloca em contato com o self e estimula a busca e encontro da real satisfação. Desperta o contato com a intuição. Auxilia o aprendizado do uso harmonioso das energias criativas da Alma. 

Cursos permanentes de formação em Terapia Floral nos Sistemas: Minas Gerais, Bach, Califórnia, Havaí, Agnes e Beija-flor. Informe-se.
O estudo acima é parte do curso de formação em Terapia Floral, Sistema de Minas Gerais. 

Um comentário: